Charme Tinto 75cl

58,00

Charme é um vinho raro do Douro. A sua elegância e complexidade, os seus taninos envolventes, macios e maduros são uma forma única de expressar as vinhas muito antigas, mais frescas e abrigadas de Vale de Mendiz, em pleno vale do rio Pinhão no coração do Douro. O Charme inicia a fermentação em lagares de pedra tradicionais com 100% de engaço e termina em barricas de carvalho francês, estagiando por um período de 16 meses. Apenas as melhores barricas são consideradas aquando da elaboração do lote final. Um vinho fresco, de grande elegância, mostrando cor aberta, grande complexidade aromática. Na boca é longo, com taninos muito aveludados a contribuírem para uma boa estrutura, com notas minerais a envolverem os frutos vermelhos frescos, num conjunto muito longo e rico de grande intensidade e persistência.

Categorias: , , ,

Empresa familiar independente há mais de século e meio; cinco gerações sucederam-se à frente da Niepoort desde que Franciscus Marius Niepoort fundou a empresa em 1842. Quase sempre, duas gerações trabalharam lado a lado durante longos anos, contribuindo para uma transição bem sucedida. Neste momento, pomos os olhos com entusiasmo na futura sexta geração, antecipando uma colaboração estreita.

A quinta geração: Eduard Dirk Niepoort e Verena Niepoort. Dirk está à frente da empresa desde a reforma formal de Eduard Rudolph Niepoort, em 2005. Dirk, nascido em 1964, descobriu o mundo do vinho durante os seus estudos na Suíça. Em 1987, Dirk juntou-se ao seu pai, Rolf Niepoort, na empresa familiar e foi desafiado a inovar, mantendo as boas tradições. O primeiro passo importante foi a aquisição de vinhas próprias: a Quinta de Nápoles e a Quinta do Carril no Cima Corgo, uma região que tradicionalmente produz os melhores Vinhos do Porto. Foram plantados de novo 15 hectares de vinhas, e 10 hectares de vinhas com 60 anos foram cuidadosamente mantidos. Ser proprietário de Quintas e vinhas no Douro foi um passo importante para a produção de Vinho do Porto e para a criação dos primeiros vinhos não fortificados Niepoort. A paixão de Dirk pelos vinhos, o respeito humilde e a curiosidade pelo terroir do Douro definiu o espírito da Niepoort nas duas últimas décadas e é uma inspiração constante para a equipa. A irmã de Dirk, Verena, juntou-se à empresa, enquanto directora executiva, em 2005.

A quarta geração: Eduard Rudolf van der Niepoort. Rolf nasceu em Março de 1927. Desde criança que tem um grande interesse por mecânica, mas tem um bom sentido empresarial. Em 1950, juntou-se ao seu pai, Eduard, na empresa da família. A sua experiência foi um complemento valioso e foi capaz de ultrapassar um período difícil do ponto de vista financeiro. Rolf dedicou o seu interesse às relações comerciais e humanas dentro e fora da empresa, e era conservador no que diz respeito à produção de vinho. Rolf recorda com nostalgia a produção de um Porto Vintage, o de 1970, como se fosse a sua própria criação, do princípio ao fim. Actualmente, é considerado um dos maiores Portos da Niepoort. Como todos os membros da família Niepoort, é um grande coleccionador: de carros antigos, de antiguidades e especialmente de armas portuguesas.

A terceira geração: Eduard Marius Niepoort. Eduard nasceu a 14 de Setembro de 1890, no Porto. Era extremamente hábil e um cientista nato. Em 1912, devido à morte do seu pai, Eduard Marius Niepoort foi obrigado a entrar para a empresa de família. Rolf Niepoort, seu filho, lembra o pai como uma pessoa “interessada em diversas áreas, tais como a química, a física e a mecânica, e era um homem com um fino sentido de humor.” Nas palavras de Elisabete, que com ele trabalhou, já ligada à área administrativa na altura, era um verdadeiro “ícone de inteligência”, uma pessoa íntegra e muito ponderada nas decisões que tomava. Eduard Marius deixou a empresa, enquanto parceiro activo, em 1980, e dedicou o seu tempo aos seus muitos hobbies e colecções. Eduard Marius Niepoort faleceu com a idade de 91 anos (a 3 de Junho de 1982). Os netos, Dirk e Verena, recordam a sua severidade no que diz respeito aos estudos e guardam a memória de um avô com infindáveis colecções de livros, selos, moedas e bilhetes de comboio!

A segunda geração: Eduard Karel Jackob. Eduard Jackob nasceu em 1848, no Porto. A Niepoort era já uma empresa próspera quando Eduard Karel tomou conta dos negócios familiares e deu continuidade ao trabalho do seu predecessor.

A primeira geração: Franciscus Marius van der Niepoort. O fundador, Franciscus, nasceu em 1813, em Hilversum, na Holanda. Casou com Francisca Louisa Elisabeth Ehlers. Franciscus Marius veio para Portugal para criar a empresa Niepoort, produtora de Vinho do Porto. Fundou a empresa como vendedor de Porto, sem terrenos ou vinhas próprias. Era primordialmente um comerciante de Vinhos do Porto. Faleceu no Porto no dia 7 de Março de 1887.

A arte de Master Blender também passou de geração para geração. José Nogueira foi o quarto da sua família a exercer a sua arte na Niepoort, tendo trabalhado na empresa durante mais de 50 anos. O seu filho José Rodrigo integrou a equipa em Setembro de 2006 e trabalharam juntos até 2011 sendo, actualmente, a quinta geração da família Nogueira.

Em 2010 a Niepoort festejou em família os “50 anos de casa” do Master Blender José Nogueira.

Peso 1.4 kg

Start typing and press Enter to search

Carrinho

Nenhum produto no carrinho.