Passagem Reserva Tinto 75cl

15,20

70% Touriga Nacional, 25% Touriga Franca, 5% Sousão.

É muito interessante poder comparar os dois diferentes terroirs e regiões do Douro. Os vinhos produzidos com as uvas da La Rosa têm uma grande componente mineral, enquanto que os vinhos do Douro Superior são mais frutados, aromáticos e expressivos.
Aroma muito expressivo e sedutor, cheio de fruta vermelha e aromas florais. Apesar de toda a sua concentração o Passagem reserva 2015 não é um vinho quente nem demasiadamente encorpado. É suave e cheio de sabores com grande persistência de boca, que lhe é dada não pelo tanino ou acidez, mas sim pela sua maravilhosa fruta.

Categorias: , ,

Os vinhos Passagem provêem da Quinta de Bandeiras, uma propriedade de 100 hectares localizada no Douro Superior na margem direita do rio e perto do Pocinho, em frente ao famoso Vale Meão. Até que o Vale Meão se tornasse por si só bastante famoso, as suas uvas eram utilizadas para produzir os famosos vinhos Barca Velha, a ‘Vega Sicilia’ de Portugal. Assim, a localização de Bandeiras não podia ser mais perfeita. Bandeiras foi comprada pela familia Bergqvist  (Quinta de la Rosa) em 2005, o vinho é uma aventura conjunta entre o Jorge Moreira (Poeira) e a familia Bergqvist.

Passagem significa uma viagem ou uma travessia, ou uma passagem de nível por exemplo.  Existe uma casa e uma passagem de nível abandonadas na propriedade, e foi isso que inspirou e influenciou a escolha do nome. O local em si, está cheio de histórias de viagens e passagens…desde a época da pré história em Foz Coa com as suas pinturas rupestres até á passagem dos Romanos ou mais tarde á idade Medieval que deixou marcas na construção de estradas famosas,  ou mesmo marcas do século XVIII com a construção da linha de ferro e já nos nossos dias com a construção de uma via rápida na zona. E claro, o Jorge está a explorar novos  terroirs que produzirão vinhos diferentes no Douro Superior.

A Quinta das Bandeiras é uma propriedade de 100 hectares localizada no Pocinho, junto ao rio Douro e oposta ao famoso Vale Meão. Com as uvas de Bandeiras, embarcámos numa aventura 50:50 com o Jorge
Moreira, para produzir e comercializar o vinho. O vinho terá como nome Passagem – apropriado por várias razões. Existe uma linha de comboio com uma passagem de nível abandonada na propriedade. E
Passagem também retrata a jornada e experiência de duas famílias distintas, no Douro: a família Bergqvist (Inglesa) e a Moreira (Portuguesa).

Peso 1.5 kg

Start typing and press Enter to search

Carrinho

Nenhum produto no carrinho.